Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Consumidor’

Dilma e a educação

Neste domingo, a Folha de S. Paulo publicou um artigo (http://www1.folha.uol.com.br/fsp/opiniao/fz2002201107.htm) da presidente Dilma e gostaria de fazer apenas umas rápidas considerações. A presidente está correta quando diz que a noventa anos o país era oligárquico e que a questão social era “caso de polícia”. Segundo a presidente, ganhos econômicos e sociais recentes permitem uma renovada confiança no futuro. Mas, é preciso ter cautela, ou então ser mais ousado.

O que se tem feito, nos últimos tempos, é a manutenção de uma política de estabilização econômica somada a distribuição de recursos sociais para os setores mais carentes. Além disso, a conjuntura econômica internacional tem permitido uma expansão econômica que mobilizou crescentes exércitos de mão-de-obra menos qualificada. Sem dúvida, são passos interessantes, mas para onde levam?

Não podemos fechar os olhos e comemorar. Falta muito, o principal. Ou seja, aquilo que poderá permitir que realmente se aproveite as janelas de oportunidade que surgem no mercado internacional. É a hora de se falar de educação de qualidade. Sem um projeto como este nenhum país conquistou um lugar ao sol. E este debate não existe no setor público brasileiro. É preciso que se ultrapasse essa onda de entusiasmos com a expansão do mercado interno e se parta para soluções mais efetivas para o conjunto da sociedade.

Por enquanto, o que temos é o aumento de “consumidores”, resultado da expansão do crédito e de novos empregos, principalmente na classe C. O que precisamos, além de “consumidores”, é de “cidadãos”, e isso só se conquista com uma sociedade forte, educacionalmente falando. Não queremos simplesmente nos reunir numa praça pública para depor ou aclamar um presidente, mas, principalmente, usufruir de benefícios sociais e ter a clara noção dos deveres que uma sociabilidade civilizada impõe. Aí sim, dependeremos menos de “vontade política” de governantes.

A presidente está correta em seu diagnóstico e em sua aposta na educação, afinal, o crescimento econômico, por si só não nos levará a um patamar mais elevado. A educação sim. Ela nos permitirá fazer escolhas e tomar o rumo de nosso destino como cidadãos, e não somente como “consumidores”. É esperar, torcer, e acompanhar. Mas, é preciso mais que uma aposta, mais do que “vontade”, é preciso efetivamente criar condições. Sair do âmbito do discurso e ir em direção às políticas públicas.

Read Full Post »