Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Palocci’

Vai escândalo e vem escândalo político a força da mídia é sempre debatida. No caso Palocci a questão não poderia ficar de lado. Talvez por sua rapidez, tenha ficado mesmo a sensação de que a mídia o derrubou. Mas não acho que seja tão simples assim. Isso seria endossar aquelas teses que falam em “conspirações” e “golpes” da mídia. Na realidade, o que vejo é que a mídia tem tido um papel muito relevante como “ator político”, investigando, debatendo e denunciando. Um ator quase sempre mais forte que a oposição, até mesmo pelo seu alcance e maior legitimidade perante a opinião pública em geral.

No caso Palocci, portanto, a mídia não o derrubou. Ela fez o seu papel. Sim, fez o seu papel, a não ser que queiramos que a mídia seja oficialista e siga a “agenda positiva” dos governos. Então, uma vez que fez o seu papel, o que derrubou Palocci foi o seu próprio “silêncio”, ou melhor, sua incapacidade de falar sem que destruísse a si mesmo. Palocci criou uma situação fatal para si mesmo. Não adianta ninguém querer culpar a mídia por isso, nem que seja para vangloriá-la.

Anúncios

Read Full Post »

Entrevista de Palocci

Bem… foi somente uma entrevista. Nem ao vivo foi. Nem uma coletiva foi. Foi até irritantemente editada e cheia de cortes e recortes. Muita expectativa foi criada por muito pouca coisa oferecida por Palocci. Lula fez o mesmo quando daquela entrevista em Paris, em julho de 2005, no auge do mensalão. Lembram? O repórter até tentou, mas Palocci precisa ser confrontado de forma mais incisiva e as investigações precisam encontrar mais elementos para que as conexões fiquem mais claras na cabeça do cidadão. Dilma vai reunir com Lula para avaliar a repercussão da entrevista? E aí? O que vão fazer? Não há muito o que fazer… a coisa continua na mesma. Ou alguém se convenceu de algo?

Read Full Post »

Talvez hoje surja algum “barulho” que diminua o “silêncio mais intrigante da República em muitos anos”, como disse Fernando Barros e Silva, da Folha. Mas, quais as expectativas sobre isto? Palocci, de fato, ainda tem chances mesmo de continuar no governo? Ele está visivelmente desprestigiado. O PT e a presidente sentiram que não dá para segurá-lo por muito mais tempo. Tentaram, alegaram golpismo, interesses eleitorais, enfim, as defesas de sempre, mas quem está mesmo disposto a bancar Palocci que, em termos de denúncias e acusações, já deixou de ser “primário” a muito tempo?

O silêncio de Palocci é o exemplo mais claro de um silêncio perturbador, que incomoda, pois sua expectativa é que triunfe a mentira com o apoio do tempo. Esse é o mais perturbador dos silêncios, aquele que quer nos fazer de agentes absolutamente passivos de uma ação que diretamente nos atinge: a corrupção.

De fato, o que vai sobrar disso é mais um troféu na sala de escândalos do PT e da República brasileira, e um governo cada vez mais acomodado ao lado do PMDB. E olha que já foi o tempo que um partido mais à esquerda podia criticar ideológica ou moralmente qualquer partido de direita. O que está acontecendo é simplesmente uma maior acomodação do PT ao PMDB.

Ainda sobre Palocci, o que há para explicar? Se, de fato, as acusações fossem “golpistas” teria sido muito fácil vir à imprensa e desmascarar os golpistas, mas não, não era tão fácil assim. Talvez Palocci, de fato, só fale buscando minimizar o estrago já feito, esperando que, por um milagre, mais uma vez alguém venha em seu socorro, como Lula o fez em 2005, ainda na crise do mensalão. Mas, Lula não está mais no poder, e Dilma, nem de longe possui o carisma de Lula para brecar uma acusação como a que Palocci está sofrendo. Além disso, se falar, é provável que seja em entrevista a algum jornal na TV, o que reduz em muito as chances de ser eficientemente questionado.

Ele se tornou desnecessário. A oposição também não o vê mais como interlocutor necessário junto ao governo para o resguardo da política econômica. Palocci, então, está entregue à sua própria sorte e, por isso, não sobreviverá politicamente nesta conjuntura. Dilma não lhe estenderá a mão e, mesmo se o fizer, não terá tanto impacto positivo. Mesmo porque muito mais importante que assegurar Palocci é tentar alguma ordem na base aliada, que ameaça, constantemente, desmoronar.

Onde está a força do “governismo”? Eu mesmo cheguei a acreditar que Dilma teria a seu favor este movimento que vinha se desenhando desde os fins da eleição de 2010. Talvez, passada esta conjuntura crítica, o governismo venha com força novamente. Mas, ainda assim, o PT e Dilma terão capacidade e competência para montar mesmo uma base aliada? E, que estratégias e recursos utilizarão para isso?

Read Full Post »

Demorou, mas Lula apareceu em cena. Desde as primeiras denúncias contra Palocci o ex-presidente andava sumido. Uma estratégia que sempre utilizou. Some de cena, acumula informações e volta à tona em grande estilo. Ontem, em reunião com senadores do PT pediu união em torno de Palocci. Ok, era isso mesmo que tinha que fazer. Em seguida dá uma declaração e tentando justificar os feitos maravilhosos de Palocci na multiplicação de dinheiro, diz: “todos sabem que Palocci era o pelé da Economia”.

Caramba, não sei porque ainda me surpreendo com as declarações de Lula.

A quem Lula está se dirigindo? O que ele está querendo dizer? Certamente, ele continua voltado ao seu grande público, que vive somente de frases de efeito. E o que está querendo dizer? Que Palocci, por ser um cara inteligente e conhecedor da economia pode muito bem ter ganho todo este dinheiro vendendo seu conhecimento?… Posso até acreditar em Lula, mas pra isso tenho que me despojar de todo conhecimento e capacidade intelectual que acumulei… ou seja, preciso ser muito ignorante.

Lula manipula bem as palavras, joga com frases de efeito, é um perfeito animador de auditória. Conta piadas, fala de futebol, de bebidas, traz tudo para o senso comum. Deve ser uma excelente companhia para uma cervejinha na sexta-feira, ou para um churrasco no domingão. Mas, como líder de um país, convenhamos, é irritante, pois brinca com a inteligência… dos outros.

Tudo bem. Palocci é do PT, fez tráfico de influência, aproveitou o momento eleitoral e arrecadou pra si também, levou vantagens, comprou tudo lá por sua região de Ribeirão Preto, mas, tudo bem, ele é do PT e Lula pode muito bem fazer sua defesa.

Mas, daí dizer que ele ganhou tanto dinheiro porque era o Pelé da economia é brincar. Não sei como os jornalistas ainda toleram isso. Esse rebaixamento da razão, esse rebaixamento do intelecto.

Depois dizem que é preconceito, mas não é. Lula não é um cara simples e comum, ele é muito esperto, sabe muito bem o que faz e se o faz dessa maneira que perece simples e comum é porque manipula bem as palavras e as pessoas. É contra isso que me coloco frontalmente.

Lula, com suas metáforas, faz um grande mal a este país. Não se discute, não se faz críticas, não se usa mais a razão, se é que um dia já se usou. Lula força o emburrecimento com sua total e ampla justificativa da corrupção a todo instante. E pior, para isso, para justificar a corrupção se utiliza de seu passado “triste e trágico” e de sua história de “lutas”. Mas, para que isso serviu, de fato?Para justificar erros grosseiros na condução dos negócios públicos hoje em dia?

Gostaria que Lula falasse em alto nível, que deixasse sua inteligência vir à tona e parasse com essas metáforas intensamente ideológicas e de baixo nível. Estou pedindo muito?… cada dia que passa, acho que estou pedindo demais sim.

Read Full Post »

Blindagem de Palocci me lembra novembro de 2005.

Palocci não cansa de fornecer elementos que “ferem” a boa política, mas sempre foi um homem de “confiança” da oposição.

Read Full Post »